Sonho que as crianças, do mundo todo, possam dormir quentinhas, com suas barriguinhas cheias, longe de toda e qualquer agressão física, sexual, moral ou intelectual e que todas possam usufruir das alegrias de uma infância linda e protegida. Sonho que tenham um futuro maravilhoso. Não só as crianças de hoje, mas também seus filhos, os filhos de seus filhos e também os filhos destes. Sonho com um planeta protegido, com medidas que eliminem a cobiça que destrói nosso porvir!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Re-legados da copa!




Imagino a alegria de tantos garotos quando tiveram a notícia de que o Brasil iria – finalmente – sediar a Copa do Mundo de Futebol. 



É possível abstrair-se e “ver neles o desejo de ter uma oportunidade”. O futebol além de esporte é realmente uma oportunidade que baseada nos fundamentos de inteligência, talento e dedicação pode abrir portas para alguns. Como esporte pode desenvolver a cultura do corpo, aliada um processo pedagógico mais amplo capaz de permitir a formação para a cidadania.
Imagino a alegria de tantos garotos quando tiveram a notícia de que Cuiabá seria uma das subsedes da Copa do Mundo. De repente haveria projetos de recuperação de mini-estádios, ginásios e quadras esportivas que dotados de programas estariam construindo bases para que a oportunidade no esporte e formação para o exercício da cidadania.
Hoje não é preciso imaginar. Os projetos esportivos que existem são pagos, com raras exceções. Os grandes investimentos para a Copa serão terceirizados e a sociedade não terá acesso, senão através de mensalidade ou ingresso pago. Aqueles meninos que sonharam com a Copa estão preocupados com o seu destino. Falam em desocupação da área onde estão suas moradias. Onde estão fincadas as suas relações sociais. A alegria virou incerteza.



Hoje não é preciso imaginar. A oportunidade não virá. Muitos não terão como ir aos jogos. Começam a sentir a sensação de quem empresta a casa e não é convidado para a festa.
A falácia do legado da Copa diz que serão resolvidos problemas históricos de Cuiabá: transporte, saúde e segurança. Os investimentos seriam tantos que ocasionaram um boom do turismo. Estamos a pouco tempo da Copa e a sociedade ainda não sentiram os benefícios, isto porque optaram pelo turismo de massa. Por outro lado, os relegados da Copa já começam a sentir o preço do custo de vida através de aumentos no aluguel da moradia, do IPTU e assim, sucessivamente uma série de serviços essenciais tendem infalivelmente a serem majorados.



Vamos jogar bola, mas, precisamos ser inteligentes. É só um jogo, uma competição e tão logo passem a vida continua. O que vai ser depois da Copa? Como estará a situação de endividamento do Estado?  Ou alguém acredita que esse dinheiro que está sendo investido não precisa ser pago?
Vamos jogar bola. É preciso assumir o jogo. Conhecer as regras, o tempo e quem está apitando. Vamos garotos, está na hora de entrarem no jogo, ainda que não seja aquele que gostariam, mas é aquele que lhe possibilitará se tornar cidadão de fato e de direito. Vamos jogar bola, afinal um time de re-legados pode ser inteligente e mudar a história desse jogo. Ainda há tempo antes do apito final.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Lula, Cid e as eleições de Fortaleza

Érico Firmo - Jornal O Povo
O aperto de mão e os sorrisos trocados ontem entre o governador Cid Gomes, que preside o PSB no Ceará, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder que todo o PT do País ouve, aponta para uma realidade nova nas articulações em torno da sucessão da prefeita Luizianne Lins em Fortaleza. Até agora autossuficiente, garantindo ao processo o ritmo que melhor lhe pareceu, Luizianne pode estar perdendo este controle. Um dia antes, ela mesma já indicara algo diferente acontecendo, ao anunciar a vinda à cidade nos próximos dias do presidente da executiva nacional petista, Ruy Falcão (foto). Até então, o acertado era que ele viria apenas depois que o partido tivesse o nome definido para apresentá-lo à aliança e, em especial, ao aliado Cid Gomes. Na nova estratégia, o dirigente nacional passa a integrar o esforço de solução do impasse.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Exerça sua cidadania #JulgamentoJUSTO

Uma iniciativa do Movimento Universitário em Defesa do Estado de Direito.
Para inserir sua assinatura, vá ao link abaixo. Obrigado por seu apoio.

Francischini faz trapalhada e 'denuncia' Agnelo com documento que o inocenta

O deputado Francischini (PSDB-PR) virou motivo de piada na CPI do Cachoeira.
O deputado tucano mostrou um papel, um ofício de 15 de dezembro de 2010, assinado por Agnelo Queiros (PT-DF), quando já estava eleito governador, mas antes de tomar posse, pedindo prorrogação de alguns contratos de serviços essenciais do governo do Distrito Federal, caso estivessem vencendo, o que, segundo o deputado tucano, seria a "prova" de que beneficiou a Delta.
O porta-voz do governo do DF adorou a 'denúncia' do deputado tucano e se apressou em mostrar o documento nas redes sociais.
 Eis o documento, que fala por si: 


































 Vamos desenhar para o deputado Francischini entender:


1) O ofício é de 15 de dezembro de 2010;
2) Agnelo tomou posse 15 dias depois, em 1º de janeiro de 2011;
Mais:

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Hoje: Artur Bruno entrevistado na TV - 20h30


O Deputado Federal, Artur Bruno(PT/CE) será o entrevistado do Programa do jornalista Fábio Campos, que pode ser visto pela TV Assembleia (canal 30) e TV O Povo (canal 48) entrevista às 20:30. Bruno é dos pré-candidato do PT em Fortaleza.
Site Artur Bruno: www.arturbruno.com.br

Rumo certo: Viva, o PT cresceu!


Quem Leu a carta renuncia do companheiro Jairo Rocha e analisou com profundidade e respeito viu entrelinhas à vontade expressa de retomar o rumo do PT maduro e forte como sempre é.

O militante cuiabano  ficou muito feliz em ver a paz reinante entre as correntes que sempre dividiram o partido.
Todos com suas diferenças, mas unidos em um ponto, o entendimento de que o PT mato-grossense necessita ter candidatura própria em todas as cidades onde o mesmo estiver organizado e a Capital não podia ficar de fora.
Esse entendimento que vem desde a direção nacional tem como  objetivo recuperar o partido que quase perdeu identidade onde não fez disputa de cargos majoritários um erro que vem em boa hora ser corrigido.
O  PT é detentor do  cargo maior da nação já há quase dez anos onde fez mudanças estruturais e  positivas no país provando o refrão da musica  que diz: Onde o PT governa da certo e da nos sabemos disso.
 O Lula deixou a presidência há quase dois anos e continua em evidência causando inveja em nossos adversários históricos. Ao mesmo tempo a nossa presidenta confirma o refrão da musica  e o país caminha soberbo diante da crise que assola o mundo.
 O eleitor do PT não entendia por que o partido com essas qualidades ia buscar reforço eleitoral em campos antagônicos a nossa pratica um erro sem explicação a não ser pela divisão hora deixada de lado.
Com a renuncia de companheiro Jairo Rocha  ficou o nome do companheiro LUDIO CABRAL bom para o povo cuiabano que terá o direito de uma escolha diferente nova  e fora do controle empresarial e midiático um candidato do povo e com respaldo do excelente governo DILMA.
 O mandato popular será fortalecido em todo o Brasil a candidatura do companheiro LUDIO CABRAL para a prefeitura da capital é o diferente na lista de nomes prefeitaveis.

Os pré-candidatos a vereador e vereadoras do PT foram indicados pelos próprios eleitores tirados do seu campo de atuação suas qualidades são incomparavelmente melhor do que a maioria dos edis com mandatos na cidade.
Fica feliz o povo que terá uma oportunidade fora da mesmice repetitivas  de mando que acontece a mais de vinte e oito anos.
Onde muda os partidos, mas os nomes e as correntes de pensamento são sempre  o neoliberalismo.
Ai que entra o Partido dos Trabalhadores o partido que faz sempre o mandato socialista.
Valorizando a frase: Onde o PT governa da certo e aqui não será diferente.

Parabéns aos companheiros dirigentes do DR MT e do DM Cuiabá pela paz reinante e o entendimento que candidatura própria é uma opção de escolha melhor e nova para o povo cuiabano.

Urbano Ribeiro dos Reis (índio PT) 

sábado, 19 de maio de 2012

PT cada vez mais forte!

Chegou o momento companheiros(as).


Circula a informação da desistência do companheiro Jairo Rocha, nas prévias para prefeito de Cuiabá.

 Em outras palavras, só falta a homologação pelos Delegados do Partido do nome de Lúdio Cabral.

 A imprensa venal deve compreender que pode haver composição sim, com Lúdio e o PT na cabeça e um vice que acolheremos honrosamente vindo de outro partido que componha a base aliada na esfera federal. 

Somos o partido dos trabalhadores.

 Vamos a luta, afinal o trabalho, o corpo-a-corpo sempre foi nossa melhor qualidade. Somos mais fortes que o poder econômico.

Chegou o momento do companheiro (a) que estava aguardando.

Empunhe e faça tremular a bandeira do PT.

Somos o partido dos indignados com a situação caótica da saúde, do sistema de transporte, da ausência de programas de moradia popular, do saneamento precário ou ausente.

 Somos um partido de pessoas que sonham com um governo que saiba cuidar de sua gente.

 A desistência do companheiro Jairo Rocha, mostra que caminhamos para cada vez mais consolidarmos a união do Partido, divergindo em muitas idéias e concepções, mas tendo como elo entre nós, um projeto de governo que tenha o modo petista de governar.

Jairo não renunciou de suas convicções, apenas abriu espaço para que o Partido se torne mais forte.


 O momento de euforia é também de chamamento a todos os companheiros e companheiras colocarem seus nomes para disputar a vereança.

 O Partido e Cuiabá precisam de gente que se preocupe com sua gente.

 Ao companheiro Lúdio Cabral, queremos externar o compromisso de sempre trabalhar pela vitória e temos a certeza que saberá cuidar desta cidade que é composta por gente e não apenas por interesses econômicos.

 Cuiabá merece ser respeitada e o PT saberá honrar sua gente e sua história.

  Hilda Suzana Veiga Settineri

sexta-feira, 18 de maio de 2012

PT unido com a candidatura Lúdio Cabral!


Partido dos Trabalhadores




DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PT DE CUIABÁ-MT
Cuiabá/MT, 18 de maio de 2012.
Comunicamos a todos os filiados ao Partido dos Trabalhadores de Cuiabá, que devido a renuncia da pré-candidatura à prefeito pelo PT, Jairo Rocha, que as prévias marcada para este domingo (20 de maio) esta CANCELADA.
Com a retirada de Jairo Rocha a politica de aliança do PT será decidida no encontro municipal de 10 de junho.
Segue abaixo carta recebida no e-mail do PT.
Nota aos militantes do Partido dos Trabalhadores em Cuiabá-MT
O povo cuiabano tem sofrido muito com o erro de eleger nas últimas eleições prefeitos incompetentes e sem compromisso com a população. 

O PT não pode admitir aventuras eleitorais em especial em nossa capital. Governamos o Brasil com Lula e Dilma e não podemos brincar com o futuro de Cuiabá disputando as Eleições 2012 apenas para promover nomes para a Eleição de 2014.

Somos filiados, militantes e dirigentes do PT-Partido dos Trabalhadores. Um partido nacional, com projeto nacional, com adversários nacionais poderosos e com partidos que são nossos Aliados Históricos como o PSB e o PCdoB.

Depois de refletir e debater com meus camaradas, com dirigentes nacionais e com figuras publicas nacionais do Partido dos Trabalhadores decidi por me retirar da disputa das Prévias deste domingo, 20 de maio.

Agradeço as companheiras e companheiros da Articulação de Esquerda, Movimento PT e Mensagem ao Partido pelo apoio neste processo das Prévias.

Agora o PT de Cuiabá deverá continuar o debate com seus filiados, com os Partidos Aliados e com a Executiva Nacional do PT para definir qual será nossa Política de Alianças. 

O "Encontro de Delegados para definição de Candidatos" que acontecerá em 10 de junho tem a tarefa de finalizar o debate e deliberar. Nosso Encontro terá que ser homologado pela Executiva Nacional do PT.

Registro meu carinho, respeito e fidelidade aos ensinamentos e conselhos do companheiro Lula. O Operário que mudou o Brasil.

Saudações PeTistas !!!

Jairo Rocha




GUERRILHEIROS VIRTU@IS saúdam o companheiro Jairo Rocha em mais esta ação de buscar a unidade partidária, sacrificando seu projeto - e de seu grupo - em nome de um bem maior, que é estarmos todos juntos nesta caminhada que se inicia.
Nosso encontro de definição de tática foi unânime em abraçar a candidatura própria e agora, unidos, ela se torna irreversível!
Vamos lá militância, este é o maior presente que poderíamos almejar, vamos pintar de vermelho nossa cidade com nossas bandeiras, com nossas estrelas, com todo nosso ímpeto militante que ficou represado nas últimas duas eleições!
Lembramos de versos de uma antiga canção:


"Pegue a bandeira,
vem prá rua,
vem participar,
vem construir
um novo
governo popular!"


sábado, 12 de maio de 2012

Faça sua inscrição: 3º Encontro Nacional de Blogueiros, em Salvador

João Pedro Stedile, coordenador do MST, está confirmado para debater sobre a míd...ia e as eleições venezuelanas, juntamente com jornalistas e com o embaixador da Venezuela no Brasil, Maximilien Arvelaiz. Para acompanhar essa e todas as demais atividades, inscreva-se já em Barão de Itararé com direito a 2 diárias em quarto triplo e todas as refeições durante o evento, por um valor bastante acessível (R$ 60 inteira, R$ 30 para estudantes). Não fique de fora, será imperdível, uma oportunidade única de estar com centenas de ativistas que constróem os pilares da liberdade de expressão de fato no Brasil.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Manifestantes pedem justiça em frente a antiga sede do DOPS em Porto Alegre


Alexandre Haubrich (texto, especial para Sul21) e Ramiro Furquim (fotos)

Organizado pelo Comitê Carlos de Ré, um ato no fim da tarde desta quinta-feira intensificou a luta por Memória, Verdade e Justiça. Entre gritos que exigiam punição aos torturadores e assassinos que agiram em nome da Ditadura Militar brasileira, jovens gaúchos de diversas organizações, especialmente da juventude do PT e do PSOL e do movimento Juntos, estiveram em frente à antiga sede do DOPS na rua Santo Antônio, em Porto Alegre. Foram cerca de duzentas pessoas mobilizadas e presentes.
O vereador Pedro Ruas, coordenador do Comitê Gaúcho, puxou a manifestação, sempre ao lado da também vereadora Fernanda Melchionna e do ex governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra. Foi Olívio quem colou no chão o primeiro dos cartazes que apontavam aquela rua como local de torturas durante a Ditadura. “Aqui, nessa rua, pessoas foram torturadas e mortas durante a Ditadura Militar no Brasil! Os assassinos estão livres. Exigimos punição!”, diziam os cartazes.
“Verás que um filho teu não foge à luta” era a frase que contornava a foto de Dilma Rousseff no cartaz mais presente entre os manifestantes. Não uma foto qualquer. A imagem que estava no centro dos cartazes era a famosa e representativa foto da Dilma presa política, não da Dilma presidenta.
As marcações e divulgação dos locais onde a Ditadura Militar e os agentes que atuaram sob ela cometeram seus maiores crimes já são uma tradição em outros países da América Latina, assim como o desagravo público a esses agentes. Com o avanço do debate em torno da Comissão da Verdade no Brasil, alguns movimentos sociais têm usado essa fórmula para chamar a atenção da população para a História de seus vizinhos, como aconteceu recentemente em atos que se espalharam pelo Brasil.









A mobilização aconteceu justamente no dia em que foram anunciados os nomes dos integrantes da Comissão da Verdade.
Veja mais fotos da mobilização, registradas pelo fotógrafo do Sul21 Ramiro Furquim:

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

domingo, 6 de maio de 2012

Domingo Espetacular mostra a influência de Carlinhos Cachoeira sobre a revista Veja

Reportagem registra acesso às ligações entre revista e um dos chefes do jogo do bicho 
O jornalístico da Record teve acesso às gravações de telefonemas entre o bicheiro Carlinhos Cachoeira, preso acusado por 15 crimes de contravenção, o diretor da revistaVeja em Brasília, Policarpo Júnior, e mostra o esquema em que o contraventor controlava o que seria publicado na principal revista da editora Abril. 

Os documentos a que o Domingo Espetacular teve acesso com exclusividade trazem provas de que as informações trocadas entre Cachoeira e o diretor da Veja resultaram ao menos em cinco capas da revista de maior circulação do país. 

As gravações registram ainda que a influência esbarra em outras esferas do poder, como na pressão para demissão da cúpula do Ministério dos Transportes, que havia se desentendido com um dos aliados do contraventor, a construtota Delta. Por meio do que Cachoeira passava para ser publicado na Veja, vários funcionários do ministério foram afastados. 

Cachoeira se orgulha de “plantar” notícias na Veja em benefício próprio e sabe até quando determinadas matérias sairão. 

Veja a transcrição de alguns trechos dos diálogos.
R7 Notícias

Ligações Perigosas



A revista ainda não se manifestou com clareza em relação ao caso. O diretor de redação da Veja, Eurípedes Alcântara, publicou na Internet artigo sem citar nomes em que afirma que “ter um corrupto como informante não nos corrompe”.

A reportagem do Domingo Espetacular ouviu especialistas, que registraram grave problema ético no tipo de jornalismo praticado pela Veja diante de tantas ligações criminosas.
O professor Laurindo Leal Filho, da USP, avalia que o controle da publicação não pode ser da fonte.
— O jornalista pode e deve falar com qualquer tipo de fonte desde que tenha o controle sobre a publicação e a matéria que ele está fazendo. Quando ele oferece à fonte o controle (...), ele rompe os limites éticos.
O presidente da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas), Celso Schroder, critica o envolvimento da Veja no escândalo do Cachoeira.
— Nesse caso, houve uma relação promíscua muito intensa, unilateral.
O deputado federal Fernando Ferro (PT-PE) acredita que a CPI do Cachoeira, que começou os trabalhos na semana passada em Brasília, deve convocar não apenas o jornalista Policarpo Júnior, mas também o responsável pela editora que publica Veja, Roberto Civita.
— Na minha opinião, ele é o principal responsável. Ele é o dono dessa revista, e ele operou com vontade.
Assista à reportagem abaixo:

A cortina de silêncio do jornalismo de esgoto na cobertura da CPI


Por José Dirceu
Silêncio gritante: na cobertura da CPI mídia não fala de suas ligações com crime organizado 
Há um assunto que ronda a CPI do Congresso sobre Carlinhos Cachoeira que praticamente não aparece na mídia tradicional, embora esteja bombando nas redes sociais: as trocas de informações e favores entre o grupo do empresário e veículos de imprensa, com destaque para a revista VEJA. A cortina de silêncio que a mídia mantém sobre o assunto é quebrada raramente.


A TV Record foi uma exceção quando tratou do tema de forma explícita, o que já destacamos aqui no blog (veja o programa). A Folha de S.Paulo intercalava longos silêncio com, vez ou outra, um registro do escândalo e das relações deste com a mídia. Ontem e hoje, ela trata diretamente do tema.

Antes a Folha reproduziu trechos de declarações do deputado Paulo Teixeira (SP), ex-líder do PT e membro da CPI, em que ele afirma que jornalistas cooptados pelo esquema Cachoeira deveriam ser ouvidos.
Matéria completa:
A mídia, a direita e o jornalismo de esgoto
Ao ler a Carta Capital que está nas bancas neste sábado sinto-me com a alma lavada. Não só pela capa, brilhante, que coloca a foto de Robert Civita com o título “Nosso Murdoch (vocês vão ver logo o porquê), mas pela profundidade e pertinência, pela forma inteligente como coloca o debate sobre a questão da mídia e do jornalismo no Brasil.
 Começo por uma citação de Lorde Puttnam, membro do Partido Trabalhista inglês e que foi presidente da comissão do Parlamento que analisou a Lei de Comunicação de 2003. Não vou transcrever todo o artigo, publicado originalmente no The Observer, sob o título “Pelo bom jornalismo” , que merece ser lido por todos os que têm interesse no fortalecimento da democracia brasileira. 
 Lorde Puttnam escreve exatamente sobre como os políticos transformaram-se em reféns de uma mídia que, praticando um tipo de jornalismo de esgoto, graças à fragilidade da regulação e à tibieza dos próprios políticos, acabaram facilitando o trabalho de Murdoch e fortalecendo a direita.
Dois trechos do artigo de Lord Puttnam
Mais:

Amor, negócio & mentiras: Perillo, Walter,Demóstenes, Cachoeira e suas duas esposas

DE COMO UM CASO DE AMOR E UMA OPORTUNIDADE DE MASSAGEAR O EGO ALIMENTARAM UM NEGÓCIO QUE MAIS GERA DÚVIDAS E ESPECULAÇÕES DO QUE EXPLICAÇÕES. UM CASO QUE JUNTA UM BICHEIRO, UM GOVERNADOR E UM EMPRESÁRIO – ALÉM, CLARO, DE UMA LINDA MULHER
Goiás 247 – A história da negociação da casa de Marconi Perillo (PSDB) para o contraventor Carlinhos Cachoeira carrega ingredientes que vão muito além de uma fria negociação comercial. Esta, talvez, seja apenas a história mal contada – por eles, porque pelo 247 ela começou a ser verdadeiramente desvendada com a revelação da escritura que mostra que ou tem laranja nas entrelinhas, ou mentira de pernas curtas.

ONÇA PINTADA

UM BLOG ONDE EU POSSA ENSINAR O POUCO QUE SEI E APREENDER MUITO, COM TODOS OS QUE FIZEREM UMA VISITA, NÃO DEIXEM DE COMENTAR, OK