Sonho que as crianças, do mundo todo, possam dormir quentinhas, com suas barriguinhas cheias, longe de toda e qualquer agressão física, sexual, moral ou intelectual e que todas possam usufruir das alegrias de uma infância linda e protegida. Sonho que tenham um futuro maravilhoso. Não só as crianças de hoje, mas também seus filhos, os filhos de seus filhos e também os filhos destes. Sonho com um planeta protegido, com medidas que eliminem a cobiça que destrói nosso porvir!

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Luizianne Lins fala da Onda Lilás em Fortaleza

DIRETO DE PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL!

Cuidados e Recomendações com fogos de artifício.

Uma em cada dez pessoas que mexe com fogos de artifício tem membros amputados, principalmente dedos.

Além de provocar queimaduras , quando os artifícios explodem, os fogos podem causar mutilações, lesões nos olhos e até mesmo surdez (leve média ou profunda). As lesões agudas da mão são responsáveis por 20% de todos os traumas que chegam as emergências dos hospitais no Brasil. “Muitas pessoas compram fogos, mas elas dão pouca importância para o alto risco desses artefatos, que podem causar mutilações irreversíveis”.

O uso de fogos de artifício pode provocar queimaduras em (70% dos casos); lesões com lacerações; cortes (20% dos casos); amputações dos membros superiores (10% dos casos); lesões de córnea ou perda da visão e lesões do pavilhão auditivo ou perda parcial ou total da audição. As pessoas mais atingidas são com idade entre 15 e 50 anos e crianças, principalmente
do sexo masculino de 4 a 14 anos.

É nas festas juninas e julinas que geralmente ocorre o alto índice de acidentes com fogos de artifício, incluindo as explosões com bombas, que tem alto poder de mutilação. Os pais também têm que ter atenção redobrada com as crianças, que nessa época costumam manusear fogos
desta natureza que não estouraram, mas podem machucar. “Existem fogos coloridos que são para o público infantil, mas não quer dizer que são elas que têm que soltar. Quem deve manuseá-los sempre são os pais ou seus responsáveis.
Na intenção de proporcionar divertimento e alegria, sejam em festas realizadas por familiares, categorias profissionais ou por outros segmentos da sociedade, propomos algumas orientações e regras para manuseio para que estes dispositivos sejam usados com responsabilidade e segurança:

- Não compre fogos de artifícios clandestinos, que na maioria das vezes não são testados. Esses fogos são vendidos de forma avulsa e não trazem as orientações do fabricante na embalagem;

- Siga as dicas do fabricante e peça orientações de como proceder no momento da compra do artefato;

- Compre artefatos que venham com a base para encaixar no suporte dos fogos de artifício, para que seja possível colocar no chão. Dessa forma, não é preciso segurá-los com as mãos;

- Nunca deixa as crianças soltar fogos;

- À distância para explodir os fogos com segurança é de 30 a 50 metros das pessoas, edificações e carros.

- Se os fogos não estourarem, não tente reaproveitá-los. Molhe-os para apagar o pavio e evitar acidentes e leve na loja em que comprou para trocá-los;

- Se forem guardar fogos de artifício em casa ou em outra repartição, deixe em local seco e longe de fogões, isqueiros e do acesso de fumantes;

- Mesmo que uma criança insista, não permita que ela pessoalmente manuseie fogos de artifícios que podem causar queimaduras e acidentes muito grave, inclusive em adultos.

- O transporte irregular desses artefatos (nos bolsos, por exemplo) é uma verdadeira armadilha, eles podem inflamar acidentalmente e atingir a pessoa que esteja transportando-o. Cuidado! Poderá ser você.

- Uma simples bombinha, ou bi rinha, se estourar perto do rosto de alguém ou de outras partes do corpo, pode causar cegueira ou mutilação.

- Mantenha a caixa de fósforos ou isqueiros longe do alcance de crianças para que elas não utilizem esses materiais escondidos dos seus responsáveis, dirrepente de você mesmo;

- Não cubra ou coloque objetos sobre bombas, ou qualquer tipo de explosivo, pois esse objeto pode ser lançado com a explosão e atingir alguém, causando ferimentos ou até mesmo algo mais grave, chegando até ser fatal.

Por tudo isso, vale lembrar que o melhor remédio é a prevenção, ou seja, o ato de prevenir. Não subestime as brincadeiras com esses materiais, achando que são coisas de criança e não oferece perigo. Então diante dessas exposições de recomendações, exercite sua consciência e cidadania,
espalhando essas idéias para todos e todas ao seu redor.

Proceda com segurança no trabalho e da mesma forma divirta-se no lazer.

Lázaro Donizete da Silva
Técnico em Seg. do Trabalho
Várzea Grande-MT
e.mail: donizetept@bol.com.br

Fotos pescadas internet: google - Fogos Acidente

quarta-feira, 29 de junho de 2011

A reação do povo de Fortaleza ao PIG Cearense

Quem reside fora de Fortaleza, não conhece realidade da ofensiva do PIG CEARENSE juntamente com as forças do atraso, PSDB, Tasso Jereissati, Moroni e companhia contra a prefeita Luizianne Lins, que vem realizando uma revolução no campo social. Há mais de 6 anos não morre um cidadão por problemas de enchente, etc. Ontem(dia 28/06), o Movimento Onda Lilás organizado pela Secretaria de Mulheres do Partido dos Trabalhadores levou mais de 1.000 pessoas ao Paço Municipal prestar apoio à prefeita petista, alvo frequente de críticas e preconceitos. Muitas mulheres gritavam: “mexeu com ela(Luizianne), mexeu comigo”, frase criada em defesa do presidente Lula, quando o PIG sabotava o governo petista nos anos de 2002 a 2010. A prefeita que defende a liberdade das minorias, como o GLBTT e negros, lamentou os “golpes baixos que a oposição vem fazendo” e avisou: “Não vamos abrir nem um dia desse mandato e ainda vamos reeleger esse projeto popular”.

O SOL NÃO GIRA EM TORNO DE VOSSOS UMBIGOS



Tenho observado muita criatividade em textos que circulam pelas páginas de revistas, jornais e de sites.


O curioso é que sendo nacional ou local, sempre se tem como foco o PT.

Estar no Partido dos Trabalhadores não é necessariamente condição de se afirmar que é engajado nas lutas e nos compromissos de moralidade e ética.

Bem que gostaríamos, mas não é assim. O que não consigo entender é o interesse de pessoas do PT irem a mídia e prestarem exatamente o serviço que a oposição conservadora quer.

Entendo que existem dois caminhos para se resolver problemas: internamente e na Justiça.

Nos últimos dias tem surgido notícias de supostos fatos que se são verdade, deveriam estar sendo apreciados pelo Judiciário e não sendo objeto de divagações que podem comprometer a imagem do Partido e de pessoas que, se inocentadas, não conseguirão tão cedo livrarem-se da pecha.

Caso haja a competência para a analisar e resolver internamente – todo petista deveria saber – existem instâncias para tanto.

Esse tem sido uma cortina de fumaça para se esquecer de temas locais como a Copa do Mundo de 2014, com tanta coisa para ser resolvida, as eleições de 2012 que precisa da atuação positiva do PT com candidaturas próprias e com nomes para a vereança identificado com causas e áreas de atuação na sociedade.

A quem interessa a discussão pública desses problemas?

Porque existe esse jogo de A que denuncia B e de B que em sinal de revanche denuncia A, como se fossem os únicos dentro do Partido.

Certamente descobriram que o sol gira em torno de seus umbigos.

Acho que as pessoas que tentam polarizar as discussões em torno de suas pessoas devem recuar e permitir que outras mais interessadas em assumir compromissos e enfrentar a abordagem de temas atuais e presentes, desde a esquina da sua casa até as demandas pontuais que estão a reclamar representatividade popular, algo que pelos anos de luta, o Partido dos Trabalhadores possui.

Creio ainda na grandeza das pessoas em analisar, refazer passos e no momento certo recuar, reavaliar condutas e permitir que se sedimente bases para um projeto novo, com ou sem a sua participação.

É preciso ser grande para isso, espero que A e B sejam e valorizem toda a sua história de lutas e de esforço para a construção desse Partido.

Hilda Suzana Veiga Settineri

terça-feira, 28 de junho de 2011

Blogueiro e vereador Ronei Martins ameaçdo de morte

Blogueiro ameaçado de morte: Pedro Ferraz.

Crise: déficit maior é de democracia, não de ajuste fiscal

Por Saul Leblon, em Carta Maior
Por que uma camareira não teve medo de denunciar o dirigente máximo do FMI, mas os partidos e governos vergam diante do Fundo e das imposições dos mercados financeiros?
A pergunta soa irônica. Mas encerra uma cortante ilustração dos dilemas embutidos numa crise em que os mercados financeiros encontram liberdade para pautar as” soluções” – e explicações – para o colapso que criaram, poupando-se de maiores ônus em detrimento da economia e da sociedade.
A pirueta não seria possível sem a rede de segurança que tem sido estendida pelos governantes e legendas de esquerda, colonizados pela capacidade argumentativa das finanças em repetir à exaustão nos últimas quatro décadas: “não há alternativa”.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Antes do I Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas


No início de 2010, por iniciativa de Adeli Sell, vereador e presidente do PT Porto Alegre, foi convovada uma reunião de blogueiros. GUERRILHEIROS VIRTU@IS, mesmo sem conhecerem @stanleyburburin, interceptaram e-mail convocatório e apareceram!

O vídeo é do final da reunião que reuniu 13 blogueiros. Dá para ver, e reconhecer, Adeli Sell, que participou da abertura do I° BlogProgRS, Comassetto, também vereador de Porto Alegre cujo blog está nos favoritos dos Guerrilheiros. Tem no início da tomada o Bira, que passava por lá. Participaram também o Cloaca, a Cláudia do Dialógico entre outros. Vou fuçar nos e-mails da época para nominar todos!



A GUERRILHEIRA aparece e, se vc olhar bem, atrás da filmadora estou eu!

Luiz Antonio Franke Settineri - SAROBA

II° Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, por seu Maquinista Chefe!

Nosso querido Enio, maquinista do PTrem das Treze, nos brinda com este lindo vídeo.



DIRETO DE CUIABÁ - MATO GROSSO!

O INFERNO ASTRAL DO CAMPO MAJORITÁRIO (CNB) DO PT-MT

Desde as eleições de 2010, ocasião em que se comprovou desastrada a tática eleitoral imposta pela maioria dos delegados eleitos pelo PED 2009 – coligação na chapa proporcional nas eleições com PMDB e PR – enxugando os cargos eletivos do partido no estado do Mato Grosso, parece que estão ocorrendo diversos percalços que atingem o partido como um todo e sua atual maioria (CNB) em particular.

Iniciou-se 2011 com rumoroso processo de ética contra lideranças da minoria, visando uma dominação mais efetiva sobre o partido como um todo. O processo, no Mato Grosso chegou a seu intento, com punições duras contra algumas destas lideranças (principalmente contra a ex-senadora Serys, contra o nosso único vereador pela capital, Lúdio Cabral e também a ex-deputada Verinha e a companheira Erô de Várzea Grande). Coincidentemente ou não, os três da capital tinham lançado pré-candidaturas à prefeitura.

Vem o Diretório Nacional, cuja maioria pertence ao mesmo grupo político e anula a maioria das punições e abranda sensivelmente a da ex-senadora (de 1 ano de suspensão para 4 meses, o que ainda possibilitará candidatar-se à prefeita).

Não bastasse isto, o iniciante PSD – que começa com força no estado do MT – faz gestões pela única Secretaria Estadual nas mãos dos petistas, a da Educação.

Ao mesmo tempo em que estoura a greve dos professores – cujas lideranças historicamente são ligadas ao partido.

O TRE-MT acata votos ficha-suja – de acordo com decisão do TSE e o único cargo eletivo federal do PT-MT que restava vai pro espaço (Ságuas do campo majoritário)!

Enquanto isto, a nossa conhecida revista Veja requenta o caso dos aloprados, vinculando traições internas no PT contra a então presidenta estadual do partido – Serys.

As repercussões, na mídia local e nacional, são intensas e as respostas – tanto locais como nacionais – são, até o momento, muito vacilantes.

Não sabemos se este inferno astral está próximo de seu fim, mas lembramos aquele velho ditado:

QUEM SEMEIA VENTOS, COLHE TEMPESTADES!


Luiz Antonio Franke Settineri – SAROBA

Nassif e o novo ciclo da blogosfera

Por Luis Nassif, em seu blog:
O Segundo Encontro dos Blogueiros, em Brasília, marca o fim de uma era histórica e o início de outra era promissora.
Não compareci ao encontro de Brasília por questões familiares – o fim de semana é sagrado para as menininhas. Mas já tinha solicitado o afastamento do movimento por julgar que a grande missão – na qual me sentia incluído – já tinha sido completada.
A era histórica foi a grande frente que ajudou a afastar a maior ameaça que a democracia brasileira enfrentou desde a eleição de Tancredo: a perspectiva de um país da dimensão do Brasil presidido por um político vingativo e desequilibrado como José Serra.

sábado, 25 de junho de 2011

REFORMA POLÍTICA



REFORMA POLÍTICA

O Senado da República aprovou na Comissão de Constituição e Justiça a PEC 39/11 que trata da impossibilidade de reeleição de prefeitos, governadores e Presidente da República, o que convenhamos não é muito salutar para a democratização de nossas Instituições. A proposta original eliminava-se a reeleição mas senador Renan Calheiros (PMDB-AL), fez um relatório contrário a proposta e que foi acatado.

Na proposta mantêm-se os quatro anos, mas não se eliminou os incríveis oito anos de mandato de senadores, nem se cogitar o terceiro senador por Estado que é o restolho do antigo senador biônico. Esse terceiro senador, para aqueles que desconhecem foi uma artimanha do governo de exceção para ter a maioria na Casa, não há qualquer necessidade. A representatividade dos Estados pode ser perfeitamente mantida com a eleição de um único senador por Estado, com uma enorme economia para o contribuinte.

Juridicamente a PEC 39/11 altera o dispositivo do artigo 14, §5º, da Constituição Federal, por sinal já decorrente da Emenda Constitucional nº 16/97, casuisticamente inserida para beneficiar o presidente da época, sob o pretexto de que o veto a reeleição seria “uma tração republicana”. Foi aprovada ainda, a coincidência dos pleitos eleitorais, o que pode criar dificuldades para alguns eleitores, aumentar o número de votos brancos e nulos, mas se traduz em economia e permite o alinhamento entre os governos, em tese.

Até agora não falaram do financiamento público de campanha ou de instituir uma quarentena para as empresas doadoras e seus sócios de participar de certames licitatórios promovidos durante o mandato, evitando o risco de interesses obscuros virem a macular todo o processo, além de criar, muitos embaraços e desgastes ao chefe do executivo, principalmente. Se a doação de campanha é feita idealisticamente ou ideologicamente, qualquer das duas, pode excluir perfeitamente qualquer interesse ou benefício futuro.

Hilda Suzana Veiga Settineri

kkkkkkkkkkkkk.....kkkkkkkk


kkkkkkkkkkkkk.....kkkkkkkk



Destaques do blog

"Queremos ganhar o maior número de medalhas", diz Márcio Fortes
“Tenho muito orgulho de ser presidenta de uma nação que conta com jovens tão determinados”

Tamanho da fonte:

Diminuir
Aumentar

Sábado, 25 de junho de 2011 às 14:44
Nota oficial da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann

Nota Oficial

Sr. Lauro Jardim
Editor da Coluna Radar
Revista Veja

O apartamento que possuo em Curitiba tem menos de 190 metros quadrados de tamanho e não 412 metros, como afirma nota divulgada hoje, 25, no Radar on-line. Há outros erros na nota. A saber: diferentemente do que informa Lauro Jardim, a lei não permite, mas DETERMINA que o valor declarado ao Imposto de Renda seja o de compra. Assim, o apartamento, que adquiri em 2003, tem sido declarado pelo valor de compra desde a declaração de 2004. Sobre o valor de R$ 900 mil, citado na nota: é claro que meu apartamento valorizou-se nestes oito anos após a compra, mas, se Lauro Jardim ou o corretor que, diz ele, avaliou o imóvel, desejarem comprá-lo por este preço, podemos conversar.

Gleisi Hoffmann

C.Q.D.! Final

Como já havíamos feito logo após as eleições, na blogagem CQD atualizamos os números que, com a validação de alguns "fichas-sujas", alteraram o resultado eleitoral no MT, com prejuízo ainda maior para o PT.

Prejuízo este que foi auto-aplicado com a esdrúxula coligação proporcional do partido com o PMDB e com o PR!

Vamos aos números:
Deputado estadual - Para este cargo poderíamos ter lançado até 36 candidatos se concorrêssemos sem coligação. Como entramos (pelo cano) na coligação com PMDB e PR, lançamos apenas 13 companheiros, ficando de fora diversos PeTistas que viram sua candidatura frustada.

Mesmo assim conquistamos 101.027 votos nominais e 16.364 votos na legenda o que totaliza 117.391 votos que para o Coeficiente Eleitoral do cargo de 64.373, certamente nos daria 2 (dois) deputados eleitos.

Isto sem contar com os votos perdidos dos candidatos que não conseguiram concorrer, que poderia até aumentar este número.

Deputado Federal - Para este cargo que poderíamos lançar até 12 candidaturas, na coligação apresentamos apenas 7.

Mesmo assim conquistamos 175.240 votos nominais e 14.510 na legenda, totalizando 189.750 acima dos 188.352 do coeficiente eleitoral o que nos garantiria o nosso Deputado Federal, mesmo com a chapa diminuta - imaginem se fosse completa.

Como Queríamos Demonstrar a política assumida pelo partido no MT foi suicída, além da vaga no senado, perdemos nosso único Deputado Federal e um dos nossos Estaduais.

Mesmo que assumam, em rodízio, é uma perda muito grande para o partido que elegeu a principal mandatária da Nação, depois de dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva.

O que não temos no MT é protagonismo!

É hora de reverter este quadro e nas próximas eleições, que serão em 2012, para as prefeituras, que apresentemos nossas candidaturas no maior número de cidades de nosso estado no sentido de retomar nosso crescimento.

E, sem esquecer: CHEGA DE COLIGAÇÕES!

Luiz Antonio Franke Settineri - SAROBA

sexta-feira, 24 de junho de 2011

BlogsProg for Export



GUERRILHEIROS VIRTU@IS apresentam Andrea Shilz, editora do Blog da Dilma na Alemanha,e também do http://brasil-no-exterior.blogspot.com/, entre outros que está organizando na Alemanha evento junto a blogueiros por aqueles lados... É só entrar em contato.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

"Escrevendo numa conta, prá junto a gente cobrar..."*

GUERRILHEIROS VIRTU@IS firmes na luta pela Comissão da Verdade, que esclareça este e muitos mais casos de TERRORISMO DE ESTADO que mancham nosso passado.






GUERRILHEIRO estava no Rio de Janeiro na época dos acontecimentos e só não foi ao Riocentro por falta de carona (o Riocentro fica longe de tudo), mas não se esquece até hoje do Ato do 1° de Maio, que acha que foi no Campo de São Cristóvão onde, em meio todos os boatos sobre o atentado da véspera, sobe ao palco o grande João Saldanha e fala ao público mais ou menos isto:

"Estão falando que jogaram a bomba dentro do Puma**. Se assim foi, peço imediata anistia a quem conseguiu isto - devido às dimensões da janela do veículo - e sua imediata convocação para nossa Seleção de Basquete!"

Foi uma gargalhada geral, aliviando o clima tenso que imperava - havia medo muito justificado que pudessem fazer outro ato TERRORISTA contra o ato público.

Vemos no filme acima a preocupação do co-autor do atentado - isto fica claro ao se constatar que além da bomba que esplodiu no colo do militar que estava ao seu lado no carro, mais duas bombas foram desativadas dentro do veículo.

Preucupação clara por ter que pagar sozinho, caso o Brasil venha a cumprir determinações internacionais, quando todos sabemos que eles não estavam nada mais do que cumprindo ordens superiores.

Nos chamam de blogs SUJOS, o que é sujo - e continuará sendo caso não seja constituída a Comissão da Verdade - é o passado de nosso País!

LUIZ ANTONIO FRANKE SETTINERI - SAROBA

* AROEIRA - Geraldo Vandré
** Automóvel utilizado no atentado onde morreu o militar e feriu-se gravemente o sobrevivente.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Para que um processo contra Abicalil seja aberto, é preciso que haja um pedido. O deputado explicou que a direção não o fará por conta própria,

PT prepara ‘pizza’ no caso dossiê

Presidente do partido, Ságuas Moraes, aliado de Carlos Abicalil, afirma que partido pode abrir processo, mas diz que denúncia é “requentada”


O presidente estadual do PT, Ságuas Moraes, que acha difícil haver alguma punição a Carlos Abicalil
ANA ROSA FAGUNDES
Da Reportagem

Presidente do PT em Mato Grosso, o deputado federal Ságuas Moraes afirmou ontem que o partido pode abrir, sim, um processo interno contra o ex-deputado Carlos Abicalil por infidelidade partidária. Ele é apontado em reportagem na revista Veja como um dos articuladores de um esquema que visava “manchar” a imagem da ex-senadora Serys Slhessarenko em 2006, durante sua campanha ao governo do Estado.

No entanto, como presidente do partido, Ságuas considera que é muito difícil o caso resultar em alguma punição, já que a denúncia é feita por um militante do PT de forma verbal, sem prova alguma.

Para que um processo contra Abicalil seja aberto, é preciso que haja um pedido. O deputado explicou que a direção não o fará por conta própria, conforme previsão do regimento. Serys e militantes partidários do grupo dela já informaram que querem providências, não só criminais, mas também partidárias, contra o petista.

Serys e outros petistas acabaram de responder a processo partidário por infidelidade na eleição de 2010, por supostamente ter manifestado apoio a candidato ao Senado que não do PT, que lançou Carlos Abicalil. Serys foi expulsa do partido, mas conseguiu reverter a decisão na direção nacional e acabou suspensa por quatro meses.

A reportagem de Veja trouxe novos personagens ao caso “dossiê dos aloprados”, esquema que consistia na divulgação de documentos encomendados por petistas durante a campanha de 2006 para ligar o candidato tucano ao governo de São Paulo, José Serra, a fraudes no Ministério da Saúde. O petista Expedito Veloso revela agora que Abicalil e o senador Blairo Maggi (PR), na época governador, como partes de esquema semelhante, ou seja, de manchar a imagem de adversários. Os proprietários da empresa Planam, Darci e Luiz Antônio Vedoin, envolveram Serys e o então senador Antero Paes de Barros (PSDB) como integrantes do esquema dos sanguessugas. Os dois concorriam ao governo contra Maggi, que ia à reeleição.

Ságuas considera que a matéria de Veja é “requentada”, pois traz um caso de 2006. Além disso, ele não vê lógica no caso, pois Serys foi aclamada candidata do partido e Abicalil a apoiava. “Naquela época não existia esse desentendimento todo entre eles. E Blairo partia para uma reeleição fácil”, lembrou o deputado, que faz parte do grupo de Abicalil.

Além disso, Ságuas ressalta que não há provas sobre essas acusações. “Não há prova de nada, o que tem é uma pessoa falando de uma armação. Ele pode realmente ter falado, mas não tem prova de nada disso”, defendeu o deputado.

MATO GOSSO: A SOCIEDADE EM EBULIÇÃO



Existe em Mato Grosso, um fato novo e que poucos tem comentado.

É o nível de insatisfação de trabalhadores organizados em seus sindicatos e que se encontram em greve ou em estado de greve para buscar melhores condições de trabalho e de salário.

Muita gente fala demais.

Segundo o princípio constitucional da isonomia as pessoas que fazem as mesmas funções e com a mesma qualificação deveriam receber o mesmo salário.

Bradam alguns: e o concurso, o tempo de serviço.

Do concurso se tem a estabilidade que é uma vantagem tanto para o trabalhador que tem a segurança na sua relação trabalhista, quanto do ponto de vista do empregador que passa a dispor de um funcionário qualificado.

No que se refere ao tempo de serviço são gratificações que vão se somando aos vencimentos.

Dito nessas poucas linhas, em Mato Grosso se faz concurso e não chama os concursados para poder pagar menos sob o pretexto de que não concursados.

Ainda é precoce fazer uma afirmação, mas em nível de conjecturas, é bom os tradicionais políticos que sempre se elegeram com o discurso trabalhista reverem suas posturas, pois, 2012 está batendo as portas e esse nível de insatisfação pode gerar – queira Deus – uma vontade popular de renovação, mais que de nomes, mas de bandeiras, atitudes e compromissos.

Observe que – quase todos – de algum modo, estão comprometidos com o governo do Estado e de Cuiabá, por exemplo, podendo morrerem abraçados nos inúmeros compromissos sociais não atendidos.

Há muito tempo a tal de Agência de Empregos para a Copa de 2014 – AGECOPA que é uma sobreposição de funções de várias secretarias, perfeitamente dispensável.

Muita propaganda da Agência e pouca do Município e do Estado.

A Cidade e o Estado que vão sediar a Copa de 2014 não tem um projeto de desenvolvimento do Esporte.

Imagine, que o dinheiro que está sendo gasto – não é doação – mas financiamento e que precisa ser pago, logo, você deve ser beneficiado e não apenas os donos da Copa.
Mas, voltando a história dos movimentos grevistas.

Imagine se cada um destes passar a fazer a reflexão desses problemas enumerados em aulas sociologia, de filosofia, de cultura geral, de comunicação, enfim, fazer um trabalho desvelar verdades que estão passando despercebidas pela efervescência do evento esportivo e que precisam ser questionadas,

principalmente, quem está sendo beneficiado e o preço a ser pago.

Somos sim, solidários aos movimentos reivindicatórios de salários, de melhores condições de trabalho, pois um Estado que tem a capacidade de assumir um compromisso financeiro do porte de uma Copa do Mundo, pode assumir também, um compromisso com seu povo, sua gente, de proporcionar um ensino de melhor qualidade, um atendimento médico no momento que for preciso, o acesso a lazer, ao esporte e a cultura.
Hilda Suzana Veiga Settineri

EPA! GUERRILHEIROS VIRTU@IS FALANDO DE ESPORTE???

Não é nosso costume falar sobre futebol!

Mas GUERRILHEIROS VIRTU@IS se indignaram com o vídeo abaixo e apóiam totalmente a atitude de nosso Roberto Carlos ao sair da partida em questão. As 3 substituições já haviam sido feitas e o time ficou desfalcado. Mesmo assim, pelo que parece das reações dos colegas jogadores e do técnico, ele foi apoiado pelos mesmos.

E não foi a primeira vez!

Quem merece ser punido é o clube que tem estes verdadeiros 'brucutus' como torcedores. A FIFA em vez de fazer caixinhas com as disputas pelos países pela sede da Jules Rimet, deveria sim punir, com rigor, cada clube que permita tal tipo de atitude.

Vimos aqui no Brasil, em uma disputa de Volei algo semelhante, não foi racismo, foi homofobia - que parece cavalgar firme entre nossos políticos - principalmente nas bancadas desta ou daquela religião.

E nosso Estado é, constitucionalmente, LAICO!




É bíblico o "A César o que é de César, a Deus o que é de Deus".

Dogma religioso se discute nas Igrejas, o Estado é - E DEVE SER - LAICO!

terça-feira, 21 de junho de 2011

ELES ESTÃO POR AÍ!

Para não esquecer!

Editores do Blog da Dilma no 2° Encontro de Blogueiros

Lula ganha prêmio nos EUA por combater a miséria

Renato Araújo/Agência Brasil

Lula ganha prêmio

Lula: "Eu estou emocionado de saber que o Brasil foi escolhido como um País que conseguiu boas políticas na área da agricultura e combate à fome"

São Paulo - No momento em que o Brasil faz campanha pela eleição de José Graziano para o comando da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), seu principal cabo eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi anunciado hoje como um dos ganhadores do prêmio World Food Prize de 2011. Além de Lula, foi contemplado também o ex-presidente de Gana John Agyekum Kufuor. Os dois foram agraciados pela criação de políticas públicas que aliviaram a fome e a pobreza em suas gestões.

O anúncio aconteceu na manhã de hoje no Departamento de Estado dos Estados Unidos, em Washington. A cerimônia de entrega do prêmio acontecerá em 13 de outubro em Iowa (EUA). O World Food Prize existe desde 1986 e premia personalidades que tiveram contribuições significativas para o fim da fome.

No comunicado, a World Food Prize Foundation diz que Gana e Brasil devem ir além das metas do Milênio da ONU, que estabelece a redução da pobreza pela metade até 2015. Lula e Kufuor são elogiados pela liderança e por criarem um modelo de combate à miséria que serve de exemplo para todas as nações.

O ex-presidente brasileiro ainda é destacado por colocar 10 ministérios de sua administração trabalhando para a expansão do Fome Zero. "O Fome Zero se transformou rapidamente em um dos mais bem-sucedidos programas de segurança nutricional e alimentação no mundo através de sua ampla rede de programas", destaca o documento.

"Eu estou emocionado de saber que o Brasil foi escolhido como um País que conseguiu boas políticas na área da agricultura e combate à fome. O Brasil tem muito a mostrar na área de segurança alimentar. E nós queremos compartilhar nossa experiência com outros países, especialmente da África e os países mais pobres da América Latina - tanto nosso conhecimento técnico, quanto do ponto de vista da produtividade e distribuição de alimentos", disse Lula, segundo nota distribuída por sua assessoria.

No domingo, Lula publicou um artigo no jornal inglês The Guardian defendendo a candidatura de Graziano. Ele foi ministro da Segurança Alimentar e do Combate à Fome durante seu governo. A sucessão na entidade só será definida em congresso, que começa dia 25 de junho, em Roma.

VEJA x MERCADANTE; BLAIRO MAGGI; ABICALIL x ANTERO; SERYS

”Hegel observa algures
que todos os fatos e personagens
na história universal ocorrem,
por assim dizer, duas vezes.
E esqueceu-se de acrescentar:
a primeira como tragé
dia,
a segunda como far
sa.
”(MARX
, 1987:15)
Fonte: http://pt.shvoong.com/social-sciences/sociology/1766909-dezoito-brum%C3%A1rio-louis-bonaparte/#ixzz1PxOd2zoH

Mais uma bombástica reporcagem daquela recista semanal e suas repercussões:

Da Página do E:

O que Serys sempre falou ganha agora confirmação de "aloprado" na revista Veja. Envolvimento do nome da professora no escândalo dos sanguessugas teria sido "fogo amigo"

urdido pela turma do Abicalil

19/06/2011 - 18:52:00
Abicalil versus Serys: uma baixaria sem fim que acabou por colocar o PT a nocaute em Mato Grosso Abicalil versus Serys: uma baixaria sem fim que acabou por colocar o PT a nocaute em Mato Grosso

A revista Veja há muito tempo deixou de ser referência para ficar sob suspeição, desde que Luis Nassif publicou seu famoso Dossiê Veja. Mas a Veja, esta semana, volta seus olhos para Mato Grosso. E Veja fala do PT, que também perdeu muito de sua credibilidade ao longo dos anos, o que talvez seja motivo só para o nosso tédio.

"Aloprado" revela trama sórdida contra Serys e envolve Carlos Abicalil e Maggi
Ex-governador teria pago R$ 2 milhões para incluir senadora em escândalo

Edilson Almeida
Redação 24 Horas News



A sujeira da política começa a sair debaixo do tapete. O “aloprado” Expedido Veloso, funcionário de carreira do Banco do Brasil em Brasília, revelou que a ex-senadora Serys Slhessarenko, do Partido dos Trabalhadores, foi alvo de uma trama sórdida ocorrida em 2006 quando ela disputou, contra a vontade de muitos membros do seu partido, a eleição para governador de Mato Grosso. O nome da senadora foi incluído na “Máfia dos Sanguessugas” a troco de R$ 2

milhões supostamente pagos pelo então governador e candidato a reeleição, Blairo Maggi, do Partido da República, hoje senador.


Agora mais! O negócio teria sido intermediado por Carlos Abicalil, um dos principais inimigos da senadora dentro e fora do partido. Atual secretário do Ministério da Educação, Abicalil teria

negociado com Maggi a fabricação do dossiê que teve também incluído o ex-senador Antero de Barros, do PSDB, candidato ao Governo contra Maggi. “O Abicalil já tinha negociado com Blairo Maggi para f. a Serys e o Antero Barros” – disse, segundo publicou a revista Veja neste domingo.

O dinheiro foi pago, de acordo com o “aloprado”, para a família Vedoin, cujo pai, Darci, e filho, Luiz Antônio, são acusados de comandar um esquema de liberação de verbas do Ministério da

Saúde para aquisição de ambulâncias superfaturadas. “Pagaram 2 milhões aos Vedoin para

incluir os dois indevidamente na lista dos sanguessugas” – contou. “Saiu uma reportagem antes da eleição que arrebentou com os dois”.


Veloso contou a história sobre o que aconteceu em Mato Grosso ao romper um “pacto de silêncio” sobre o rumoroso escândalo do “Dossiê dos Aloprados”, em que às vésperas do primeiro turno da eleição presidencial daquele ano, a Polícia Federal prendeu em um hotel de São Paulo

petistas carregando uma mala com R$ 1,7 milhão. O dinheiro estava com Valdebran Padilha, chamado de tesoureiro informal do PT no Estado. O dinheiro seria usado para a compra de documentos falsos que ligariam o tucano José Serra, candidato ao Governo de São Paulo, ao

esquema de fraude montado pelos Vedoin no Ministério da Saúde.


Atual secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal, Expedito integrou o núcleo central da campanha à reeleição de Lula em 2006 e teria sido um dos encarregados de intermediar a montagem do dossiê com os empresários de Mato Grosso. Veloso admitiu à Polícia Federal participação no caso, mas também disse desconhecer detalhes da operação.


O que se passou em Mato Grosso, de acordo com Expedito Veloso, foi uma espécie de “laboratório” para o esquema maior envolvendo Serra. “A bruxaria não poupou os próprios petistas” – diz a revista. “O pessoal pensa assim: agora é só sair outra igual que arrebenta com o Serra” – disse Expedito Veloso.


As confissões de Veloso chegam no momento em que o PT tenta reduzir o processo de dizimação que vem enfrentando, mas ajuda a entender o que se passou nesses últimos quatro anos. O

partido está em cinzas. No ano passado, por conta do projeto da candidatura ao Senado do então deputado federal Carlos Abicalil, a sigla se esfacelou. Reduzida, elegeu um deputado estadual e um deputado federal. Na semana passada, perdeu o deputado federal pela retotalização

de votos determinada pela Justiça Eleitoral.


Em 2006, o PT de Mato Grosso já mostrava sinais evidentes de que caminhava para um “racha”. Senadora eleita em 2004, Serys decidiu seguir com o projeto de candidatura própria, levando-se em consideração a reeleição do presidente Lula. Dentro do PT, o grupo liderado por Carlos

Abicalil, Alexandre César e Saguas Moraes – que se consagra atualmente por serem chamados de “trinca do PT” – eram contra e negociavam um entendimento político de aliança com o próprio Maggi. Com maioria, Serys “bancou” a disputa e acabou caindo em desgraça.


“Naquela campanha aconteceu de tudo. Depois do envolvimento do meu nome no caso – coisa que nunca aconteceu – o Comitê ficou às moscas. Só tínhamos apoio do nosso grupo. Cada um foi fazer sua campanha” – lembra Serys, que, em meio as discussões sobre infidelidade partidária, recordou que os próprios petistas foram infiéis ao projeto vencedor da candidatura própria.


Após a eleição, o PT não demorou a sucumbir ao chamado “canto da sereia”. Antes do segundo turno, Maggi e PT já eram aliados por conta da posição do então governador reeleito favorável a reeleição de Lula. Mesmo sem o controle do partido, o grupo de Carlos Abicalil foi abençoado com a Secretaria de Educação. Dali, com mais de 150 cargos nas mãos, se estruturou e hoje controla o PT. Serys confirmou que Veloso lhe contou a história do que se passou em 2006 e com a

participação de membro proeminentes do PT. “Ele disse que meu envolvimento com aqueles bandidos foi tudo uma armação criminosa contra mim, patrocinada pelos colegas do partido”.


Maggi e Abicalil negam investida contra Serys e Antero


O senador Blairo Maggi, do Partido da República, foi lacônico ao comentar as revelações do “alorado” Expedito Veloso à revista “Veja” sobre seu envolvimento no negócio visando en

volver em 2006 os seus adversários ao Governo na “Máfia dos Sanguessugas”. Via assessoria, disse: “Essa prática de divulgar dossiês nunca pertenceu ao meu estilo de trabalho” – disse, segundo a publicação. Já Carlos Abicalil foi incisivo: “Nem sei que dossiê é esse” – frisou.


Defensor da recente proposta de expulsão da ex-senadora Serys Slhessarenko do PT, Abicalil foi mais longe ao pontuar sua defesa: “Nunca elaborei dossiê e nunca participei desse tipo de trama, nem hoje e nem no passado”.

CLIQUE NO LINK ABAIXO E CONFIRA O CONCEITO E A CREDIBILIDADE DA REVISTA VEJA: http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=330

Repercussões:




Desmontando o factóide: Confira as incoerências da matéria da Veja

A Assessoria de Imprensa da Liderança do PT no Senado divulgou nota em seu site na internet, em que desmonta as informações contidas na matéria publicada pela revista Veja deste final de semana, que tenta associar o ex-senador, hoje ministro, Aloizio Mercadante, ao episódio de suposta elaboração de dossiê nas eleições de 2006.

Leia abaixo a íntegra da nota:

Desmontando o factóide: Confira as incoerências da matéria da Veja

Em relação à matéria "Confissão de um aloprado", publicada na última edição da revista Veja, é relevante mencionar que:

1. A matéria requenta o assunto do episódio "aloprados" sobre o possível envolvimento do Ministro Aloizio Mercadante, não trazendo qualquer fato novo.

2. Esse episódio foi amplamente investigado pelo Congresso Nacional por meio da CPMI das

Sanguessugas. Os documentos e os exaustivos depoimentos colhidos pela CPMI não fazem qualquer menção ao nome do Ministro Mercadante.

3. Em 2006, durante o segundo turno das eleições, a oposição entrou com uma representação junto ao Tribunal Superior Eleitoral sem qualquer menção ao então Senador Mercadante.

4. A Procuradoria-Geral da República abriu uma ampla investigação e, depois de meses de

trabalho, o rigoroso ex-Procurador Geral da Republica, Antonio Fernando de Souza, emitiu parecer afirmando que não havia um único indício do envolvimento do ministro Mercadante. O parecer foi aprovado por unanimidade pelo plenário do Supremo Tribunal Federal, anulando a acusação e determinando o arquivamento do inquérito em relação ao Ministro, atestando a total inocência do Ministro Aloizio Mercadante.

5. A matéria da revista Veja cogita de suposta participação do ex-Governador Orestes Quércia

no episódio do dossiê. Essa hipótese foi levantada a época e descartada por todos órgãos de investigação. Estranhamente essa tese e retomada cinco anos depois, quando Quércia já havia falecido e, portanto, não tem condições de se manifestar. Importante lembrar que o ministro Mercadante e o ex-governador sempre foram adversários políticos, inclusive nas eleições de 2006, 2008 e 2010. Na ultima eleição, Orestes Quércia, já bastante doente, retirou sua candidatura ao Senado e apoiou formalmente o candidato do PSDB ao Senado por SP e as

candidaturas tucanas aos governos de São Paulo e do Brasil.

6. Na matéria, a revista pergunta textualmente a suposta fonte Expedito Veloso - "o senhor disse que o Quércia e o PT de São Paulo arrecadaram o dinheiro". Veloso nega esta afirmação quando diz - "não participei desse assunto de dinheiro. Isso tem que ficar claro."

7. A matéria foi bastante editorializada, ao tentar sustentar uma suposta aliança política entre

Quércia e PT-Mercadante, sem qualquer base fática. Alem disso, acusa o senador Blairo Maggi, também sem qualquer elemento probatório.

Clique aqui para ver a parecer do Ministério Público Federal (MPF), que pediu o arquivamento e a anulação do processo envolvendo o Ministro Mercadante

Clique aqui para ver a decisão em que o Supremo Tribunal Federa (STF) acata solicitação do

ex-procurador Luiz Fernando de Souza de arquivar o caso

Assessoria de Imprensa da Liderança do PT no Senado

Do PNB Online:

Serys: Abicalil e Maggi devem explicação ao povo de MT
Publicado em 20/06/2011 19h56min
Por Michely Figueiredo

A ex-senadora Serys Slhessarenko (PT) cobrou explicações do senador Blairo Maggi (PR) e do ex-deputado federal Carlos Abicalil (PT) sobre as acusações de que eles teriam pago R$ 2 milhões para que Serys e o ex-senador Antero Paes de Barros (PSDB) fossem envolvidos no esquema conhecido como “Máfia dos Sanguessugas”, que consistia na compra de ambulâncias superfaturadas. A estratégia visava garantir a

vitória tranquila de Maggi como governador nas eleições de 2006. Seus concorrentes ao governo do estado eram exatamente Serys e Antero.


“Os que estão sendo acusados devem explicações à sociedade, a política, aos matogrossenses. Tem que dizer se tem ou não a ver com isso. Já paguei preço alto pelo que não fiz

. Se armaram isso, precisam se explicar. Que armaram, armaram, só não sei quem armou”.


A denúncia de que Maggi, Abicalil e também o atual ministro de Ciência e Tecnologia, Aloízio Mercadante estariam envolvidos na compra de um dossiê falso, caso que ficou conhecido como escândalo dos Aloprados, foi apresentada pela revista Veja na edição desta semana.


A ex-senadora confirmou em entrevista ao site PnB Online que o bancário Expedito Velloso, pessoa que denunciou a participação de Maggi, Abicalil e Mercadante no esquema, já havia procurado por ela e contado toda a história. De acordo com Serys, os fatos foram revelados a ela um ano depois da eleição de 2006.


“Um ano depois o Expedito Velloso, ligou, pediu pra ir à minha casa e me contou o que havia acontecido, mas não me mostrou gravação nenhuma. Ele disse que existia uma gravação, mas como não me mostrou nenhuma prova, eu não podia tratar do assunto. Ele me contou algumas partes, algumas coisas, não citava nomes, só disse que foi armação e que estava chocado com o que fizeram”.


Serys afirmou que sentiu grande alívio com o espaço cedido pela revista Veja para que a verdade fosse exposta. “Sinto-me aliviada. Eu sabia que era armação porque você sabe o que faz ou não na vida. Essa questão eu desconhecia, não existia pra mim, então alguém armou. Quando vejo uma notícia dessa eu fico chocada. Estou chocada. Não sabia que podia ser desse tamanho. Agora também precisa esperar que se expliquem. É a primeira coisa que estou esperando é uma resposta deles. É uma coisa muito grave, precisa ser esclarecida”.


A ex-senadora disse que ainda está estudando o caso para saber se vai acionar ou não os acusados na Justiça. Serys argumenta que foi muito prejudicada por conta do episódio e a maior prova disso foi ela ter perdido às eleições em 2006.


“Nunca é tarde para a verdade vir à tona. Se em 2006 fizeram uma coisa armada contra mim, eu tenho certeza e convicção de que eu não tinha absolutamente nada a ver com essa história. Tanto é que o Ministério Público Federal nunca fez nenhuma denúncia contra mim, então que foi uma coisa armada foi. Agora fico curiosa e espero que isso seja passado a limpo. Se existe culpado se não existe, não sei. Agora compete aos órgãos responsáveis apurar o caso”.


Tanto Blairo Maggi como Carlos Abicalil foram procurados pelo reportagem, mas não atenderam aos telefonemas para falar sobre o caso. (Com informações de Renata Neves)

E, como não mpoderia faltar: Tio Rei!

Fraude dos aloprados: governo tenta blindar Mercandante
Publicado em 21/06/2011 8h08min
Por Pedro Pinto de Oliveira

Reinaldo Azevedo


O governo já armou uma operação na Câmara para tentar blindar o ministro Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia), acusado por Expedito Veloso, um dos aloprados graduados naquela tramóia de 2006, de ser um dos mandantes da lambança. Mais do que isso: ele integraria o grupo encarregado de arrumar o dinheiro para pagar os bandidos encarregados de fazer o dossiê co

ntra o então candidato ao governo de São Paulo, José Serra. Quatro anos depois, como vimos, outros aloprados tentaram fazer outro dossiê contra o tucano. Petistas são viciados em ilegalidades; é o ar que respiram; é o que lhes confere identidade. Mas sempre o fazem em benefício do país, claro, claro…


A VEJA teve acesso a uma gravação em que Veloso conta tudo a seus colegas de partido, numa reunião “informal”. Em entrevista à revista, ele confirmou o conteúdo e disse que estava cumprindo uma “missão política”. A reportagem, de seis páginas, está na edição desta semana. Um dos comandantes de tão nobre missão — ATRIBUIR AO ADVERSÁRIO UM CRIME QUE ELE NÃO COMETEU PARA TENTAR VIRAR O RESULTADO DE UMA ELEIÇÃO —, diz Veloso, era… Mercadante!


O agora ministro já emitiu nota, já falou a respeito e usa em seu favor a anulação do seu indiciamento pelo Supremo Tribunal Federal. Curioso que sou, decidi ler o acórdão do Supremo que trata do caso. O indiciamento foi anulado por violação de prerrogativa de foro. Senador que era, só poderia ser processado pelo tribunal.

GUERRILHEIROS VIRTU@IS, na espera de rápido esclarecimento de mais este factóide - estilo CM - lembram de recente postagem de Emir Sader em seu Blog no Cara Maior:


Em "10/06/2011"

Lições da crise

Emir Sader

1. Bombas de tempo podem tardar a explodir, mas terminam explodindo.

2. Devem ser examinados exaustivamente os antecedentes de todos os que vão ocupar cargos públicos.

3. Uma vez estourada uma crise como essa, melhor desativá-la rapidamente. Deixar sangrar provoca danos muito maiores.

4. O zelo pela questão da ética publica, além de ser um fim em si mesmo, afeta diretamente os setores mais dinâmicos de apoio ao governo: militância de esquerda, movimentos sociais, juventude, artistas, intelectuais, formadores de opinião publica em geral. Deve-se cuidá-los como a menina dos olhos.

5. Quando mudar, tratar sempre de inovar na escolha de quadros. A politica brasileira precisa disso.

6. Acompanhar as mudanças com discurso que explica o significado delas.

7. A consciência das intenções de quem faz acusações pode ser clara, sem que elas deixem de ser verdadeiras.

8. A recuperação do prestígio da prática politica requer um cuidado estrito com a ética pública.

9. Não precipitar declarações incondicionais de apoio a pessoas que recebem acusações, antes do apuro rigoroso delas.

10. Os partidos devem ter suas próprias posições, mais além do apoio firme ao governo. Devem expressar os sentimentos e as posições da militância do partido, dos movimentos sociais e do campo popular.

11. Apoio do PMDB é sempre abraço de urso.

12. A mídia privada continua com grande poder de definir a agenda nacional e derrubar ministros.

13. Fazer política, exercer o poder não é atividade técnica, nem de repartição de cargos, mas uma combinação de persuasão e força, isto é, construção de hegemonia.


381 fotos do 2° Encontro Nacional de Blogueiros

Digitalização das cidades repete desigualdade regional e exclusão digital

Jornalista Alberto Perdigão - editor do Blog da Dilma em Fortaleza - aperdigao@terra.com.br
Acompanhei com interesse a apresentação do Índice Brasil de Cidades Digitais, recém lançado pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicação - CPqD e pela editora Momento Editorial. O Centro de Pesquisa de Campinas (SP), que é uma referência no país na produção científico-tecnológica, oferece um ranking de municípios, podendo vir a ser este o parâmetro de medição do grau de digitalização das cidades brasileiras que utilizam tecnologias da informação e comunicação em suas gestões.
O índice é uma espécie de IDH-TIC a medir a quantidade e a qualidade da utilização de soluções para melhorar a administração pública, incluindo o diálogo com os cidadãos e, finalisticamente, a vida dessas pessoas. Mede não só a infraestrutura disponibilizada para governos e sociedade, como a oferta de banda larga ou de telecentros, mas também a acessibilidade e a usabilidade dos equipamentos e programas, inclusive em relação às limitações de pessoas com deficiência ou reduzido letramento.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

LULALÁ

Carta do II BlogProg – Brasília – Junho de 2011

Desde o I Encontro Nacional dos Blogueir@s Progressistas, em agosto de 2010, em São Paulo, nosso movimento aumentou a sua capacidade de interferência na luta pela democratização da comunicação, e se tornou protagonista da disseminação de informação crítica ao oligopólio midiático.

Ao mesmo tempo, a blogosfera consolidou-se como um espaço fundamental no cenário político brasileiro. É a blogosfera que tem garantido de fato maior pluralidade e diversidade informativas. Tem sido o contraponto às manipulações dos grupos tradicionais de comunicação, cujos interesses são contrários a liberdade de expressão no país.

Este movimento inovador reúne ativistas digitais e atua em rede, de forma horizontal e democrática, num esforço permanente de construir a unidade na diversidade, sem hierarquias ou centralismo.

Na preparação do II Encontro Nacional, isso ficou evidenciado com a realização de 14 encontros estaduais, que mobilizaram aproximadamente 1.800 ativistas digitais, e serviram para identificar os nossos pontos de unidade e para apontar as nossas próximas batalhas.

O que nos une é a democratização da comunicação no país. Isso somente acontecerá a partir de intensa e eficaz mobilização da sociedade brasileira, que não ocorrerá exclusivamente por conta dos governos ou do Congresso Nacional.

Para o nosso movimento, democratizar a comunicação no Brasil significa, entre outras coisas:

a) Aprovar um novo Marco Regulatório dos meios de comunicação. No governo Lula, o então ministro Franklin Martins preparou um projeto que até o momento não foi tornado público. Nosso movimento exige a divulgação imediata desse documento, para que ele possa ser apreciado e debatido pela sociedade. Defendemos,entre outros pontos, que esse marco regulatório contemple o fim da propriedade cruzada dos meios de comunicação privados no Brasil.

b) Aprovar um Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) que atenda ao interesse público, com internet de alta velocidade para todos os brasileiros. Nos últimos tempos, o governo tem-se mostrado hesitante e tem dado sinais de que pode ceder às pressões dos grandes grupos empresariais de telecomunicações, fragilizando o papel que a Telebrás deveria ter no processo. Manifestamos, ainda, nosso apoio à PEC da Banda Larga que tramita no Congresso Nacional.

c) Ser contra qualquer tipo de censura ou restrição à internet. No Legislativo, continua em tramitação o projeto do senador tucano Eduardo Azeredo de controle e vigilância sobre a internet – batizado de AI-5 Digital. Ao mesmo tempo, governantes e monopólios de comunicação intensificam a perseguição aos blogueiros em várias partes do país, num processo crescente de censura pela via judicial. A blogosfera progressista repudia essas ações autoritárias. Exige a total neutralidade da rede e lança uma campanha nacional de solidariedade aos blogueiros perseguidos e censurados, estabelecendo como meta a criação de um “Fundo de Apoio Jurídico e Político” aos que forem atacados.

d) Lutar pelo encaminhamento imediato do Marco Civil da Internet, pelo poder executivo, ao Congresso Nacional.

e) Fortalecer o movimento da blogosfera progressista, garantindo o seu caráter plural e democrático. Com o objetivo de descentralizar e enraizar ainda mais o movimento, aprovamos:

- III Encontro Nacional na Bahia, em maio de 2012.

A Comissão Organizadora Nacional passará a contar com 15 integrantes:

- Altamiro Borges, Conceição Lemes, Conceição Oliveira, Eduardo Guimarães, Paulo Henrique Amorim, Renato Rovai e Rodrigo Vianna (que já compunham a comissão anterior);

- Leandro Fortes (representante do grupo que organizou o II Encontro em Brasília);

- um representante da Bahia (a definir), indicado pela comissão organizadora local do III Encontro;

- Tica Moreno (suplente – Julieta Palmeira), representante de gênero;

- e mais um representante de cada região do país, indicados a partir das comissões regionais (Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte). As comissões regionais serão formadas por até dois membros de cada estado, e ficarão responsáveis por organizar os encontros estaduais e estimular a formação de comissões estaduais e locais.

Os blogueir@s reunidos em Brasília sugerem que, no próximo encontro na Bahia, a Comissão Organizadora Nacional passe por uma ampla renovação.

f) Defender o Movimento Nacional de Democratização da Comunicação, no qual nos incluímos, dando total apoio à luta pela legalização das rádios e TVs comunitárias, e exigindo a distribuição democrática e transparente das concessões dos canais de rádio e TV digital.

g) Democratizar a distribuição de verbas públicas de publicidade, que deve ser baseada não apenas em critérios mercadológicos, mas também em mecanismos que garantam a pluralidade e a diversidade. Estabelecer uma política pública de verbas para blogs.

h) Declarar nosso repúdio às emendas aprovadas na Câmara dos Deputados ao projeto de Lei 4.361/04 (Regulamentação das Lan Houses), principais responsáveis pelos acessos à internet no Brasil, que são responsáveis pelo acesso de 45 milhões de usuários segundo a ABCID (Associação Brasileira de Centros de Inclusão Digital).

Brasília, 19 de junho de 2011.


Fotos: Guerrrilheiros com Marcelo Branco & Luiza Erundina

Fotos do LULA no 2° Encontro de Blogueiros

Decisões do 2º Encontro Nacional de Blogueir@s Progressist@s

A carta da Pública aos blogueiros

Vi o mundo: Carta da agência Pública aos Blogueiros Progressistas
Caras e caros blogueiros,
É com muito prazer que escrevemos para vocês depois de dois meses de trabalho duro para construir um modelo viável de fazer jornalismo investigativo no Brasil.
A Pública, uma organização sem fins lucrativos, está apresentando suas primeiras matérias especiais.
Muito de vocês já conhecem o nosso site (www.apublica.org), e têm reproduzido as nossas reportagens nacionais e internacionais, o que nos faz acreditar ainda mais. Aos que não nos conhecem, convidamos a entrar na rede.
A Pública, agência de reportagem e jornalismo investigativo, foi fundada em março deste ano pelas jornalistas Marina Amaral, Natalia Viana e Tatiana Merlino para produzir e difundir investigações de interesse público que nem sempre têm espaço na imprensa tradicional.
Todas as nossas reportagens são de livre reprodução, desde que citada a fonte. Nas próximas semanas teremos mais conteúdo inédito. Usem-no à vontade. Devemos espalhar o que diz respeito a todos nós…
Quem, como nós, cobre temas como direitos humanos, questões sociais e justiça, sabe que estes são temas que não tem partido ou facção política; são essenciais para qualificar o debate que constrói a democracia brasileira.
É por isso que seguiremos fazendo jornalismo investigativo.
A Pública acredita na função social do jornalismo.
A Pública quer o fortalecimento do direito à informação.
A Pública acredita na transparência, como base da democracia.
A Pública é contra o segredo eterno de documentos públicos.
A Pública é contra o sigilo nos contratos da Copa.
Um abraço e até breve
Marina Amaral, Natalia Viana e Tatiana Merlino.
PS do Viomundo: Agradecemos às jornalistas da Pública, bem ao como ao presidente-eleito do Peru, Ollanta Humala, que saudou no twitter o encontro dos blogueiros em Brasília.

Che: La revolución no se lleva en los labios para vivir de ella, se lleva en el corazón para morir por ella.

Encontro de Blogueiros Progressistas reúne 30 mil na internet


Por: Redação da Rede Brasil Atual



Brasília - O 2º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, que foi realizado entre os dias 17, 18 e 19 de junho em Brasília, reuniu mais de 500 pessoas entre os 349 blogueiros inscritos de 21 estados. Eles discutiram, durante os três dias, os desafios da blogosfera e a luta por um marco regulatório da comunicação.

A TVT e a Rede Brasil Atual transmitiram ao vivo a abertura do evento que contou com a presença do ex-presidente Lula, além do debate com Paulo Bernardo, ministro das Comunicações. Pela internet, passaram nos três dias, mais de 30 mil, por meio também de dezenas de blogues que retransmitiram a cobertura.

No sábado, foi transmitida a mesa de discussão com a deputada federal Luiz Erundina (PSB-SP) e o professor e jurista Fabio Konder Comparato que debateram a regulamentação da mídia.

Entre as transmissões dos debates, a TVT e Rede Brasil Atual realizaram entrevistas ao vivo com alguns presentes no evento, entre ministro, organizadores e blogueiros das mais diversas áreas. Entre eles, Elvis Mori, coordenador da campanha em redes sociais do presidente eleito do Peru, Ollanta Humala.

Na plenária de encerramento, foi definido que o próximo encontro nacional será realizado em Salvador, na Bahia, em maio de 2012. Também foi divulgada a realização de um encontro internacional de blogueiros, em Foz do Iguaçu, no Paraná, em setembro deste ano. Os blogueiros ainda definiram uma carta de apresentação (que será publicada daqui a pouco).



domingo, 19 de junho de 2011

Enio - Maquinista do "PTrem das Treze"

Nosso grande amigo Enio, Maquinista do PTrem das Treze, foi agraciado com justa homenagem no II° Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas.

No discurso, emocionado, divide com a blogosfera a luz de sua estrela - que não brilharia única, mas só com o concurso de todas e todos.

E, o blogueiro que seguidamente nos tira lágrimas dos olhos, teve os seus inundado por elas...

VOCE É 10, ENIO, 100, 1000, 1.0000000!!! Estás gravado indelevelmente em todos os nossos corações!


SAROBA & SUZANA - GUERRILHEIROS VIRTU@IS

sábado, 18 de junho de 2011

LIBERDADE, LIBERDADE...

LIBERDADE............

Perambulei por este país expondo idéias.
Ninguém me parou. Nem tentaram me prender.
Elogiei, critiquei, denunciei tanta coisa.
Cada linha que escrevia, imaginava a situação de algumas décadas atrás, onde antes de ganhar as ruas, as palavras eram “interpretadas” e sofriam um processo de pasteurização, de mutilação e descaracterização, as vezes, total da mensagem.
Não tive nada disso.
Ninguém me censurou, claro, já recebi críticas que são naturais num processo plural e de livre externalização de opiniões e, por isso, os embates tendem a ser mais acirrados, ou pelo menos, menos eventuais.
Sou livre e nem sempre percebia a dimensão que essa condição leva.
Talvez devido a ser liberdade ser atualmente no Brasil, um fato natural.
As pessoas nascem para a liberdade e o Estado-tutor tem o dever de zelar para que essa condição-direito não seja tolhida.
Nesses anos de governo petista, pode-se orgulhar de que em dois mandatos do Presidente Lula não houve vontade, nem ameaça as liberdades de expressão.
Jornais, revistas, TVs fizeram o seu trabalho, muitas vezes, atuando inclusive, contra o governo e nem por isso foram censurados ou perseguidos.

Nem haverá, certamente com a Presidenta Dilma.
Quando falo em liberdade não é apenas a questão de ser preso, responsabilizado mas, como uma condição de existir e de se afirmar com pessoa, titular de direitos e deveres, numa sociedade a qual deve prestar serviços com objetivos de ter os benefícios do desenvolvimento e não apenas ser a força motriz.

A dimensão que se tem de um encontro nacional de blogueiros ainda não pode ser estimada. Dificilmente será.
O fato é que esse novo processo de informação e produção de conhecimentos dinamizou e superou a dimensão espaço-tempo, permitindo a mensagem quase que instantânea, em todo o Brasil, permitindo que o leitor interaja concordando ou discordando do pensamento externado.

Os blogs tem um processo de construção coletiva: começa com o blogueiro pescando informações e noticias, produzindo texto e conclui-se com o leitor interagindo e postando suas observações. Os meios tradicionais de informação ainda não conseguiram se ajustar a essa tendência.
Então eu me pergunto, somos então o filho, o fruto da liberdade?
Do fim da censura?
E por isso temos no DNA esse desejo de sempre ir além das “velhas receitas”?
Certamente, somos os blogs são os primogênitos desse novo tempo de liberdade.
Hilda Suzana Veiga Settineri
A família tende a ser grande e cada um terá o direito de moldar o seu caráter com os elementos de personalidade característicos. Somos, portanto, o irmão mais velho das tecnologias da informação a serviço da liberdade e temos o dever de dar bons exemplos e de cultuar a liberdade em cada linha de pensamento e de ação.

Hilda Suzana Veiga Settineri

ONÇA PINTADA

UM BLOG ONDE EU POSSA ENSINAR O POUCO QUE SEI E APREENDER MUITO, COM TODOS OS QUE FIZEREM UMA VISITA, NÃO DEIXEM DE COMENTAR, OK